Como segurar taça de vinho: quebrando tabus

Do nosso lado, a única regra é que: não há regras! Isso mesmo. Mas calma, continue lendo que a gente te explica. Chegou a hora de descobrir de vez como segurar taça de vinho. 

No final, você ainda vai aprender mais sobre cada tipo de taça: para tinto, branco e espumante.

Afinal, como segurar taça de vinho? 

 

“Assim?”

Imagem: Reprodução/Giphy

“Ou, assim?”

Drunk Amy Schumer GIF
Imagem: Reprodução/Giphy

“Já sei, é assim”:

Cheers Wine GIF by Married At First Sight Australia
Imagem: Reprodução/Giphy

Calma, sem desespero. A realidade que ninguém fala é: você pode sim segurar a taça do jeito que achar melhor. Não existe uma regra exata, mas como uma dica não se nega a ninguém, lá vai:

No mundo do vinho, costumam colocar como regra de etiqueta: NÃO segure a taça pelo bojo. Mas o problema, na realidade, não é bem esse. Quando você segura a taça pelo bojo, corre o risco de esquentar o seu vinho. (e não queremos isso, especialmente se for branco ou espumante).

Para evitar que isso aconteça é só tentar segurar sempre na parte debaixo da taça, ou seja, na haste.

“Assim?”

Isso mesmo! Desse jeito 🙂 Mas fique tranquilo, ninguém vai te julgar se preferir segurar na bundinha da taça. No mundo do vinho o que importa é ser feliz. 😀

Tipos de taças para diferentes tipos de vinho

Agora você vai aprender sobre a diferença entre taça de vinho tinto, branco e mais tantas outras que existem no mercado. A taça ajuda o vinho a se movimentar e interagir com o oxigênio na medida certa para liberar todo seu potencial aromático e de sabor.

E para tanto tipo de vinho, o leque de taças acaba sendo vasto também. Quer descobrir mais sobre esse mundo? Então vem com a gente.

Para tintos encorpados, taças Bordeaux:

Elas são mais altas e robustas, com bojo que facilita o giro do vinho para que o contato com o ar aumente e revele mais aromas.

 

Nos tintos aromáticos, taça Borgonha:

Para os vinhos que liberam mais aromas, é necessário um bojo espaçoso, mas também uma borda mais estreita, que direciona os aromas ao nariz. Conheça a taça Borgonha:

 

taça borgonha

Taça de Vinho Branco:

No caso dos brancos, servidos em menores quantidades, a dica é apostar em hastes mais altas para evitar o contato entre a mão e o bojo, diminuindo a troca de temperatura.

 

taça de vinho branco

Para espumantes, taça ‘Flute’:

Nesta taça, as borbulhas (ou perlage) mantêm a efervescência por mais tempo. Além disso, seu formato alongado leva os aromas do vinho diretamente ao nariz.

taça flute

 

A versátil: taça ISO:

 

Existe também um tipo de taça usada pelos sommeliers e que foi desenhada justamente para degustações generalizadas. Em outras palavras, é #SemErro para todo tipo de vinho. Trata-se da taça ISO, que concilia características de todas as outras acima.

 

 

 

 

O que vale é beber vinho, seja onde for

 

Há quem diga que beber vinho direto da garrafa é pecado, mas nós discordamos. Vinho tem que ser #SemComplicação, então pra quê impor regras, né? Se no fim das contas, você preferir seu vinho no copo americano ou até no canudinho (se não for de plástico, claro), vá em frente. Se estiver em um piquenique, não vai correr o risco de quebrar sua taça que ralou o mês inteiro pra comprar. Bora degustar #SemTabus?

E aí, o que achou das nossas dicas sobre como segurar vinho? Comenta aqui qual taça de vinho é a sua preferida e porquê. E não se esqueça de curtir a gente nas redes sociais. Vamos adorar te ter por lá 🙂