A uva de Cahors que foi glorificada em Mendoza.

Uva Malbec: a queridinha dos brasileiros

 

A uva Malbec tem encantos que valem a pena se aprofundar. Se quer saber mais sobre ela, continue aqui com a gente. Vamos falar sobre sua origem, principais características, dar dicas de harmonização e muito mais. E aí, bora mergulhar de cabeça nos encantos da Malbec?

Uva Malbec: introduzindo alguns fatos importantes

Também conhecida por Côt em algumas regiões da França,a Malbec não era muito popular até pouquíssimo tempo atrás. Mesmo assim, ela é integrante das denominações AOC/AOP Cahors, no sudoeste do país, e deve estar em ao menos 70% dos rótulos da apelação.

Você sabia que apesar de ter conquistado os solos argentinos, foi na França que ela nasceu? Mais especificamente na região de Cahors, bem próximo a Bordeaux. Se quiser saber mais sobre a região de Bordeaux, confira aqui nosso texto exclusivo.

Malbec e a Argentina: uma relação de amor

Foi mesmo nas terras do tango que a Malbec encontrou seu esplendor. Acontece que os climas secos e quentes, as altas amplitudes térmicas durante o dia e as grandes altitudes, sobretudo da região de Mendoza, são fatores que favorecem seu cultivo na Argentina.

O grande motivo que trouxe a Malbec às nossas taças foi, na realidade, o estilo hermano de fazer vinho. Muitas vezes com menos uso de barrica, os rótulos normalmente têm aromas frutadinhos e maduros, o que dá a eles mais versatilidade, além da textura de exemplares bem encorpados, que agrada bastante o paladar brasileiro.

Convenhamos, quando o assunto é Malbec de Mendoza, nós até esquecemos as rixas com os argentinos e damos as mãos. Esse vinho virou um dos preferidos dos brasileiros, sabia?

“Quais são as características especiais da uva Malbec?”

uva malbec

Características sensoriais

  • acidez – média
  • tanino – médio
  • fruta – média
  • álcool – médio

Principais países onde é cultivada

  • Argentina
  • França
  • Estados Unidos
  • Chile
  • Itália
  • Nova Zelândia

É comum, principalmente na Argentina o uso de barricas para o amadurecimento do vinho. Inclusive, se quiser saber mais sobre a influência da madeira é só checar nosso texto Madeira e Carvalho .

No caso de estágio em madeira, ele pode ter aromas de especiarias e baunilha doce bem marcante. Se for jovem, frutas escuras aparecem, como ameixa, amora e também framboesa. (lembrando que isso não está escrito em pedra, e cada um tem sua própria interpretação dos vinhos. O que vale é experimentar!) Na boca: muito tanino! Mas calma, são taninos redondos, daqueles que amarram a boca mas sem assustar.

Vamos falar de comida?

Eu particularmente adoro um clássico, então sempre aposto no tradicional churrasco. (aquele de domingo, com picanha, asinha de frango e farofa). Os taninos do vinho pedem por um comida mais gordurosa e com estrutura, então pode ir sem medo nas carnes vermelhas em geral.

Prato a base de pimentões também não costumam decepcionar, e nem massas com molho mais fortes.

Curiosidades para contar durante o jantar

Você sabia que a Mabec faz parte da preciosa lista das seis uvas permitidas na região de Bordeaux? Nossa queridinha divide o palco com a Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Petit Verdot e Carménère e dá vida a alguns dos melhores vinhos do mundo. Dá ou não dá vontade experimentar?

Uva Malbec e seus encantos: a descoberta

E aí gostou de conhecer mais sobre essa uva tão única? Comenta aqui na caixa de comentários o que achou.

Gosta da combinação Malbec + churrasco e quer experimentar o vinho? A gente te ajuda. Confira aqui nossa categoria de vinhos feito com essa uva tão maravilhosa. Você não vai se decepcionar.